ODF Alliance, Capítulo Brasil

Foi anunciada ontem para a mídia a ODF Alliance – Chapter Brasil. Somos o terceiro país no mundo que criou esta iniciativa, depois da Polônia e da Índia.

Tem como membros fundadores as sucursais brasileiras da IBM, Red Hat, Sun e Jomar Silva como diretor, que me contou o seguinte:

Eu entendo que a operação brasileira tem como missão e papel realizar o trabalho proposto pela ODF Alliance em território brasileiro. Somos todos parceiros e lutamos juntos a mesma batalha, trocando experiências (e este é um ponto muito importante) para que as lições aprendidas com a migração e adoção do ODF por outros países (governos e empresas) possam ser utilizadas aqui.

Diversos softwares já oferecem hoje suporte de leitura e escrita de arquivos no formato OpenDocument, sendo o mais conhecido a universal suite OpenOffice.org. O usuário então ganha com isso liberdade de escolha, poder de negociação, e poder optar pela melhor relação custo-benefício. Essa dinâmica usuário-fabricantes funciona como combustível para a inovação.

ODF é um patrimônio de seus usuários e da humanidade. Baseado em padrões abertos como XML, somado aos fatos de ter uma licensa de uso livre, e de já ser um padrão ISO (dois passos à frente do OOXML, concorrente proprietário da Microsoft), assinala um marco na história da TI onde pela primeira vez o usuário é verdadeiramente dono independente de seus próprios dados, garantindo assim sua longevidade e interoperabilidade. É simplesmente uma idéia muito poderosa.

O ODF Alliance – Chapter Brasil tratará, em seus primeiros dias de vida, de levantar seu site em português — provavelmente em www.br.odfalliance.org —, e em definir critérios para receber novos membros, como empresas, instituições, grupos de usuários e comunidades.