Como comprar queijos frescos (queijo branco, cottage, ricota, requeijão)

queijo brancoA regra geral é esta:

  1. Escolha as peças com data de fabricação mais recente possível, tipo fabricado no máximo 1 semana atrás.
  2. Passe longe das marcas Tirolez e Quatá, pois tem conseguido ser os piores fabricantes de queijos do Brasil.
  3. Evite comprar no Pão de Açúcar.

Explicando:

Diferente dos queijos finos (rockfort, brie etc), queijos frescos tem fórmula e processo simples de fabricação: não é necessário ser um grande fromager para fazê-los direito. Só precisam estar frescos mesmo, pois duram pouco. Na gôndola do supermercado, olhe a data de fabricação e não a data de validade, pois mesmo dentro da validade esses quejos podem perder as notas frescas e ficam ruins. Eu prefiro sair de mãos vazias a comprar um queijo deste tipo que foi fabricado a mais de 5 dias atrás. Sempre procuro no fundo da gôndola os mais frescos pois os varejistas deixam os mais velhos na frente, para desaguá-los logo.

Algumas marcas de queijo branco que muito me agradam — quando estão frescos — encontrados na região de São Paulo: Puríssimo, Balkis, Fazenda Bela Vista, Yema. E no Rio de Janeiro topei com o melhor cottage que já provei, da marca Ecila. Nunca encontrei em São Paulo.

Armadilhas do requeijão com amido
Armadilhas do requeijão com amido

Requeijão com Amido

Esta é uma jogada recente dos marketeiros dos laticínios e já vi diversas pessoas bem esclarecidas cairem na armadilha. Não seja uma delas.

Sem grandes mudanças na embalagem, resolveram adicionar amido — farinha ou maizena — ao requeijão. Evite-os lendo a especificação menor do produto — somente “REQUEIJÃO” versus “REQUEIJÃO COM AMIDO” — ou a ausência da simples palavra “REQUEIJÃO” em letras garrafais na embalagem.

A mesma jogada tem acontecido com o iogurte × “bebida láctea” e outras completas mudanças de produtos com mínima variação na embalagem.

Vale lembrar que o marketing eficiente é aquele que faz as pessoas acreditarem que pasta e escova são mais importantes que a escovação ou a embalagem mais importante que o conteúdo. Não caia nessa.

Sobre o Pão de Açúcar citado acima, algumas vezes comprei queijos frescos lá, de marcas que conheço, procurei por datas de fabricação recentes e mesmo assim não estavam frescos. Um cottage que comprei anos atrás estava literalmente verde de estragado quando o abri em casa. Especulo que seu processo logístico seja complicado e talvez produtos resfriados ficam aguardando fora da geladeira enquanto passam de um Centro de Distribuição para outro, vai saber…

Sobre Tirolez e Quatá, são as marcas mais proliferadas nos supermercados e por incrível que pareça, sempre os achei uma completa droga, queijo após queijo provado e rejeitado.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>