Como Tirar Passaporte Urgente

Seu passaporte vai vencer em menos de 6 meses? Pintou uma viagem ao exterior que é urgente e inadiável? Não consegue uma data decente para agendar a passaportagem na Polícia Federal?

Se você seguir as dicas abaixo, terá um novo passaporte definitivo nas mãos em 2 dias. Lembre-se: por uma questão de segurança, ninguém pode fazer esse procedimento por você. Um despachante pode até te auxiliar a levantar a documentação necessária, mas somente a sua presença na Polícia Federal te garantem passaporte.

Tudo começa no site da Polícia Federal, mas eu forneço links mais diretos abaixo.

Vai precisar do seguinte:

  1. Junte os documentos originais exigidos pela Polícia Federal que são RG, passaporte anterior (se tiver), título de eleitor ou comprovante de votação nas últimas eleições (emita um online no site do TSE), certificado de naturalização para os naturalizados, certificado de dispensa da incorporação (Exército) (para os homens entre 19 e 45 anos). Recentemente, o DPF começou a requisitar também que você leve 1 foto 5×7 do rosto ou busto em fundo branco, para o caso de emergência. Você provavelmente levará essa foto de volta para casa pois eles tirarão sua foto novamente lá.
  2. Para bebês ou menores de 18 anos, é necessário certidão de nascimento (no caso de não ter RG ainda). O menor deve estar presente no requerimento junto com os pais. Se um dos pais não puder comparecer, esta carta deve ser levada com firma reconhecida em cartório. A carta pode ser preenchida em computador mesmo, só lembre-se de assinar após imprimir. Bebês devem levar 1 foto 5×7 do rosto ou busto, em fundo branco. Mais detalhes nesta página do DPF.
  3. Preencha online o formulário de emissão de passaporte. Preencha com muito cuidado, pois o site costuma se embaralhar e decidir que você mora em Adamantina.
  4. Um dos últimos campos lhe perguntará a unidade de emissão do passaporte. Selecione sua cidade e clique em Buscar Posto de Emissão. Se você for de São Paulo, não selecione nenhum shopping. Vá direto à última opção chamada Núcleo de Passaportes na rua Hugo D’Ântola. Essa é a central do DPF e só lá poderão emitir passaporte rapidamente.
  5. Com o formulário aceito, o site vai emitir o que ele chama de GRU. Imprima-a, confira seus dados e pague a taxa de uns R$160. Você pode pagar diretamente no site do seu banco, com o número comprido do boleto que fica perto e representa o código de barras. Imprima o comprovante de pagamento da GRU do banco, emitido logo após a transação online e junte tudo isso aos documentos que você vai levar ao DPF.

O que descrevi acima é praticamente o procedimento padrão resumido. O próximo passo seria agendar um atendimento mas você já viu que só há disponibilidade para daqui a 2 ou 3 meses, muito tarde para a sua vida cheia de viagens-surpresa (Informação atualizada em 27 de Novembro de 2012: consegui agendar para ser atendido no dia seguinte em São Paulo. Aparentemente não é mais necessário seguir o procedimento de passaporte urgente a seguir.).

Então não agende.

Você deve ter uma justificativa para precisar de um passaporte com tanta urgência, então seu chefe ou superior deve escrever isso numa carta com o logotipo da empresa, escola, ONG etc.

Exemplo de texto para a carta (adapte as partes em vermelho para o seu caso):

7 de Janeiro de 2008

Ao Departamente de Polícia Federal

Assunto: Emissão urgente de passaporte para funcionário

O funcionário/aluno Avi Alkalay precisa bla bla bla bla que acontecerá em Paris, em Janeiro de 2008. Esta decisão foi feita na semana passada.

O funcionário/aluno já fez um passaporte provisório (validade de 6 meses) para sua última viagem a trabalho e precisa fazer um definitivo a fim de reduzir custos e trabalho à empresa e aos serviços públicos. Viagens decididas na última hora são frequentes em nosso ambiente de trabalho.

Agradecemos a compreensão do DPF da necessidade de emitir um passaporte ao funcionário/aluno o mais rápido possível, visto que não há data disponível em tempo hábil para agendamento do atendimento.

Obrigado novamente.

Chefe Pereira da Silva do Avi
Gerente de Assuntos Randômicos
ACME do Brasil

O Chefe Pereira da Silva do Avi deve assinar, junte-a aos outros documentos e dirija-se em horário comercial ao DPF que em São Paulo fica na tal rua Hugo D’Ântola 95.

Colagem do passaporte

Primeira visita ao DPF

Tente ir de ônibus pois os estacionamentos ao redor cobram R$8 a primeira ½ hora e R$3 por hora seguinte. Eu fui de carro algumas vezes e sempre consegui estacionar na rua a poucos quarteirões de distância.

Na Polícia Federal de São Paulo, suba ao primeiro andar e procure por algum coordenador do DPF que atende casos urgentes.

Eu esperei na fila uns 40 minutos. Depois me encaminharam para um atendente que tirou foto, tomou as digitais de todos os dedos sem sujar as mãos, revisou os documentos etc. No total fiquei no DPF pouco menos de 2 horas. E disseram que o prazo de emissão é de 6 dias úteis.

Segunda visita ao DPF

Mas eles deram uma agilizada e no final do dia seguinte recebi um e-mail informando que meu passaporte já estava pronto.

Se a primeira visita foi numa quarta-feira, a segunda foi já na sexta para pegar o passaporte. Apresentei o papel que me deram na primeira visita, esperei 20 minutos e saí com o novo passaporte nas mãos.

Conheço pessoas que não receberam o e-mail acima mas foram mesmo assim ao DPF dois dias depois e o passaporte já estava pronto.

Conclusão

O processo para emitir passaporte é demorado devido ao grande número de pessoas e o agendamento para todas elas, mas se você tem uma justificativa para a urgência, a Polícia Federal é compreensiva e dá uma forcinha.

Exemplo de passaporte

A Música Celestial de Bach

Depois de ler o artigo sobre a apresentação anônima de Joshua Bell no metrô, revisitei minha querida coleção de Bach para ouvir a Gavotte em Mí Maior da Partita n°3 para Violino Solo que Bell usou para abrir a sua experiência.

Que peça de extraordinária beleza !

Na mesma obra há também o Prelúdio que lembro muito bem a primeira vez que ouvi, em uma versão mais elétrica da Vanessa Mae que alguém me mandou pela Internet. Estava no trabalho, me fez fechar os olhos e quase chorar de emoção.

O gênio foi praticamente esquecido após a sua morte. Felix Mendelsson o redescobriu 1829 e desde então Bach não parou de influenciar músicos até os nossos tempos.

Há quem toque Bach em versões jazzísticas, como Jacques Loussier e outros. Há quem faça belíssimos arranjos vocais, como os Swingle Singers. E músicos brasileiros como Altamiro Carrilho, Villa-Lobos e Paulinho Nogueira vivem dizendo que Bach foi o primeiro compositor de choro do mundo. Comprovam isso com releituras em choro de suas composições, ou compondo novidades ao estilo Bach. Bach é inconfundivelmente brasileiro! Veja por exemplo as Bachianas de Villa-Lobos.

A técnica do contraponto vigoroso de Bach, sobrepondo diversas melodias similares em tempos defasados, exige um absoluto e matemático controle da harmonia, coisa que não é problema para o mestre. Um dos momentos mais vibrantes e perceptíveis dessa técnica é o último movimento do Concerto Brandenburgo n°3, onde uma avalanche de cordas e melodias cresce sem fim elevando nossa alma para justamente onde Bach queria nos trazer: perto de Deus.

Em momentos de graciosidade, Bach nos presenteia com clássicos como a Badinerie de sua Suite Orquestral n°2 ou o primeiro movimento do Brandenburgo n°5. E quando é hora de buscar nossa paz interior Bach nos deixa a sós com a famosa Ária da Suite Orquestral n°3.

Copiando Beethoven é o mais belo filme que fizeram sobre os grandes compositores eruditos. Apesar do pano de fundo do pequeno romance, as intrigas com o sobrinho etc, o foco do filme é a intensa relação emocional e espiritual do compositor com sua música, de onde vem a inspiração, e seu poder transformador na humanidade.

Mozart, Schumann e outra vez Beethoven também tiveram seus filmes populares. Bach ainda não. Uns dizem que é porque sua vida foi sem graça e não merece um filme. Mas a verdade é que o cinema ainda não é crescido o suficiente para comportar a paixão que é Bach.

Bach dizia que a função da música era elevar a alma para louvar Deus. Não um deus obsoleto das páginas da bíblia, do pecado, da igreja, das velhas tradições. Mas o Deus que é e está em tudo, no bem e no mal, e cuja multipolaridade inspirava em Bach seus belos contrapontos.

Frases Para um Planeta Renovado

Viva com simplicidade para que outros possam simplesmente viver.


Adquira menos necessidades.


Não há poder de mudança maior do que uma comunidade descobrindo o que é importante para ela.
— Margaret Wheatley


DIGA ADEUS AOS ANOS DO CARBONO…
prepare-se para uma revolução na energia !!


Toda escolha é um voto para o mundo no qual você quer viver.


O caminho de menor resistência leva ao supermercado.
— Tom Philpott


Comida é a única coisa na experiência humana que pode ao mesmo tempo abrir nossos sentidos e nossa consciência sobre nosso lugar no mundo.
— Alice Waters


Ache o caminho mais simples e curto entre o planeta, as mãos e a boca.
— Lanza Del Vasto


Comida é uma forma de memória profunda. Através dela [pessoas] são ligadas a sua paisagem nativa, ao seu solo, sua água, e suas árvores.
— Patricia Klindienst


Os jardins do mundo são uma única democracia gigante.
— Rudolf Borchardt


Quando dizemos orgânico, queremos dizer local. Queremos dizer saudável. Queremos dizer ser autêntico às ecologias das regiões. Queremos dizer mutuamente respeitoso entre cultivadores e consumidores. Queremos dizer justiça social e igualdade.
— Joan Dye Gussow


O melhor fertilizante são as pegadas do fazendeiro.


Vida simples, pensamento elevado.


Tudo está conectado.


Extraido do Northeast Organic Farming Association of New York‘s Organic Food Guide 2007, distribuido numa pequena feira orgânica em Mount Kisco, NY.

Internet Music Download

It is very controversial if it is illegal or not to download music from the Internet. The law and license to use a phonogram (a CD track) is not clear for the masses, or nobody never explained it precisely.

Understand the Context

I met a professional musician once that was studying musical production in the university, and he outlined some aspects very clearly:

  1. The great recording companies provide a service for the society in this ways: finding talents, funding the production and recording of the phonogram, producing a nice CD booklet, advertising the product on TV, radio, magazines, outdoors and operating the physical distribution logistics of the CD, all of this for you to listen high technical quality music, and easy to find in a store near your home. So nothing is more fare for the recording companies to get their financial share.
  2. Because of this a recording company is, in general, the owner of the phonogram (a CD track), and not the musician or composer. That means that the company decides when, how much and how they will publish these songs (publish means to create CDs and put them in stores). The musician can’t take a phonogram on which he participated on the recording, put it on a media (CD, tape, DAT, long play, etc) and start selling it, unless he buys the rights over the phonogram, that are, in general, very expansive.
  3. The recording industry and companies are not defending the artists rights, but their own interests. In fact, many artists do not like that the recording companies say they are defending their rights.
  4. In all this commercial process, musicians share come from their authorship rights (which is small, according to some musicians I know), that comes from an independent institution, which in its turn comes from the recording company and other sources. This rule is not the same for big stars that have enough power (and agents) to negotiate better contracts with a recording company.
  5. The musician wants his art to be known and listened in the broadest way possible.
  6. Professional musicians earn more money making shows and live performances, and less in the process of selling recording company’s CDs that carry his creations.
  7. People will only pay for show tickets if the artist’s creation is good and well known.
  8. Many good artists don’t have market penetration, money or disposition to record CDs in a way that they will own the phonograms (the so called independent way). These are usually referenced as “alternatives”.
  9. Excellent musicians and beautiful phonograms can be unknown to the point it is considered not viable to give them space in a CD store shelf. Because of that it is difficult to find old recordings or the so called “alternatives” in stores: or people already changed their taste, or the number of people will buy is very small.
  10. I estimate the cost to mass produce one single CD — including the plastic, media, booklet and its artwork, authorship rights, some advertisement etc — in about US$2.
  11. I heard that the law prohibits the redistribution of phonograms (CD tracks) in a physical media (to burn a CD or tape and start selling or buying it).
  12. The Internet is not considered a physical media. So in this rationale, by law terms, it is not prohibited to use the Internet as a way to distribute music, at least for phonograms produced/recorded before the Internet era, which includes everything before around 1997. After that, phonograms started to be produced with a revised license (the law terms of what is permitted or not to do with it) that considered the Internet.

Whatever they say, to download music from the Internet takes time, comes without the booklet — which contains a lot of art and valueable information — and is controversial if it is illegal or not. On the other hand, artists and their full high-fidelity discographies have been seen in such a way that seems not rational not to download.

You should decide if you follow what the media says defending their rights — and not the artists’s —, or if you are going to give prestige to a musician and feel all its creative potential can make with your emotions.

How to Download

I opened this space for a friend to explain how to do it. This method uses the Bit Torrent technology and these are the steps to successfully use it:

  1. Download and install some Bit Torrent software as BitComet (only for Windows) or Azureus (Mac, Linux, Java, Windows). These software are free, safe, will not install spyware, virus, malware etc, and their use is completely legal.
  2. Use the www.isohunt.com website to find music by name, artist, etc. It can be used to find also other types of files. You can also search the Internet for other sites that provides “torrents”.
  3. Search, for example, for “Mozart” or “Bach“, etc. Click on these links to see a search result example.
  4. You will find complete collections and very large files, that takes sometimes days to download. The first results isohunt will show are the most active downloads, and because of that faster to download.
  5. Select the item you want, it will expand, and then click the link called “Download Torrent” to start the download.
  6. This will trigger the Bit Torrent software (BitComet of Azureus you downloaded above), that will ask you where you want to download. Choose a directory that you will remember later.
  7. Before selecting OK, you will see a list (huge if it is a complete collection) with the files included in the torrent, and you can select only the files you want, or everything.
  8. Monitor the download activity and guarantee you are downloading in a good speed. If it is constantly slow for a long time, it is usually better to cancel and search for another download.
  9. Even very fast downloads can take days to be fully retrieved if it is big.
  10. After the download finishes, if you use Linux, use Musicman to organize your retrieved files.

Be responsible and good luck.

Aquecimento Global

SAIBAM, que a Terra não será mais a mesma dentro de 20 ou 30 anos.


Aumento da variação de temperaturaA Natureza não consegue rearranjar seus ecossistemas tão rápido quanto o homem tem feito a temperatura do planeta subir, através da crescente emissão de CO2 (dióxido de carbono), marca de nossa era industrial. Então, antes da maioria de nós deixar esta vida, veremos secas fustigantes, enchentes avassaladoras e extinções irreversíveis. Já começou. Espécies, geleiras e continentes inteiros sumirão do mapa.

O mais terrível não é a mudança na paisagem global, mas os impactos sócio-econômicos. Imaginem as hordas de milhões de pessoas — 6 casas decimais de desabrigados — migrando para as montanhas porque seus paises e cidades viraram parte dos oceanos Índico, Pacífico e Atlântico. Ou teremos séculos de guerras por água e m2, ou aprenderemos a viver em paz e compartilhar os recursos.

Este assunto era um rumor remoto para mim, mas é impossível não se sensibilizar com o documentário Uma Verdade Inconveniente, ainda em exibição em algumas salas de São Paulo. Os fatos relatados alí não me saem da cabeça, e é filme obrigatório para todas as pessoas.

Faça Sua Parte Para Evitar o Aquecimento Global

Mais na Web

Lembre-se: o planeta não é nosso; ele nos foi emprestado pelos nossos filhos (provérbio africano).

Cantá

Cantá seja lá cumu fô
Si a dô fô mais grandi qui o peito
Cantá bem mais forte qui a dô

Cantá pru mor da aligria
Tomém pru mor da triteza,
Cantano é qui a natureza
Insina os ome a cantá

Cantá sintino sodade
Qui dexa as marca di verga
Di arguém qui os óio num vê
I o coração inda inxerga

Cantá coieno as coieta
Ou qui nem bigorna no maio
Qui canto bão de iscuitá
É o som na minhã di trabaio

Cantá cumu quem dinuncia
A pió injustiça da vida:
A fomi i as panela vazia
Nus lá qui num tem mais cumida

Cantá nossa vida i a roça
Nas quar germina as semente,
As qui dão fruto na terra
I as qui dão fruto na gente

Cantá as caboca cum jeito,
Cum viola i catiguria
Si elas cantá nu seu peito
Num tem cantá qui alivia

Cantá pru mor dispertá
U amor qui bati i consola
Pontiano dentro da gente
Um coração di viola

Cantá cum muitos amigos
Qui a vida canta mio
É im bando qui os passarim
Cantano disperta o só

Cantá, cantá sempri mais:
Di tardi, di noiti i di dia
Cantá, cantá qui a paiz
Carece de mais cantoria

Cantá seja lá cumu fô
Si a dô fô mais grandi qui o peito,
Cantá bem mais forti qui a dô

Autoria de Gildes Bezerra.

Escrito como uma resposta a um cartão de fim-de-ano de Rolando Boldrin. Mais detalhes pelo próprio autor.

Poema de Mulher

Do livro Tapa de Humor Não Dói do grupo carioca O Grelo Falante.

Que mulher nunca teve:
Um sutiã meio furado.
Um primo meio tarado.
Ou um amigo meio viado?

Que mulher nunca tomou:
Um fora de querer sumir.
Um porre de cair.
Ou um lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou:
Com a sogra morta, estendida.
Em ser muito feliz na vida.
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou:
Em dar fim numa panela.
Jogar os filhos pela janela.
Ou que a culpa era toda dela?

Que mulher nunca penou:
Para ter a perna depilada.
Para aturar uma empregada.
Ou para trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu:
Uma caixa de Bis, por ansiedade.
Uma alface, no almoço, por vaidade.
Ou, um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou:
O pé no sapato para caber.
A barriga para emagrecer.
Ou um ursinho para não enlouquecer?

Que mulher nunca jurou:
Que não estava ao telefone.
Que não pensa em silicone.
Ou que “dele” não lembra nem o nome?

Baixando Música da Internet

É muito controverso se é ilegal ou não baixar música da Internet. A lei e licença de uso do fonograma (faixa de um CD) ou não é clara ou ninguém nunca explicou isso direito.

Permalink desta parte Entenda o Contexto Primeiro

Outro dia conversei com um músico profissional que fazia faculdade de produção musical, e ficaram claros alguns aspectos:

  1. As grandes gravadoras prestam um serviço para a sociedade desta forma: encontrando talentos, patrocinando a produção e gravação do fonograma, produzindo um encarte bonito, divulgando o produto na TV, rádio, revistas, outdoors e novelas, e depois operando a logística de distribuição física do CD, além de em paralelo investir na própria evolução da tecnologia do CD, tudo isso para você poder ouvir música de alta qualidade técnica, e fácil de encontrar na loja perto da sua casa. Então nada mais justo que as gravadoras serem remuneradas por todo esse trabalho.
  2. Por isso, em geral a gravadora é dona do fonograma, e não o músico ou compositor. Isso significa que é ela quem decide quando, quanto e como vai publicar as canções (publicar significa prensar CDs e por nas lojas). O músico não pode pegar o fonograma, gravar um CD e sair vendendo, a não ser que ele compre os direitos sobre o fonograma, que são em geral muito caros.
  3. As gravadoras não estão defendendo os direitos dos artistas, mas seus próprios interesses. De fato, muitos artistas não gostam que as gravadoras digam que estão defendendo os direitos deles.
  4. Nesse processo todo, os músicos ganham os direitos autorais (que segundo alguns músicos que conheço, é pouco), que recebem de uma instituição independente, que por sua vez vem da gravadora e de outras fontes. Essa regra não vale para estrelas que tem poder (e agentes) para negociar contratos melhores com uma gravadora.
  5. O músico quer que sua arte seja conhecida e ouvida o máximo possivel.
  6. Músicos profissionais ganham mais dinheiro em shows e performances ao vivo, e menos em venda de CDs das gravadoras, que levam a sua obra.
  7. Pessoas só vão prestigiar os músicos num show (e pagar ingresso) se sua obra for boa e conhecida.
  8. Muitos bons artistas não tem penetração no mercado, dinheiro ou disposição para gravar um CD independente. Esses são os chamados “alternativos”.
  9. Excelentes músicos e lindos fonogramas podem ser pouco conhecidos ao ponto de ser comercialmente inviável dar-lhes espaço numa concorrida prateleira de loja de discos. Por isso é dificil encontrar gravações antigas ou as chamadas “alternativas” nas lojas: ou as pessoas já mudaram de gosto, ou há pouquíssimos compradores. A situação é pior para as gravações que são ao mesmo tempo antigas e alternativas.
  10. Eu estimo o custo de 1 CD — incluindo o plástico, encarte, trabalho artístico, pagamento do direito autoral, veiculação etc — em menos de R$5.
  11. Ouvi dizer que a lei proibe a redistribuição de fonogramas em meio físico (gravar um CD ou fita e sair vendendo ou comprando).
  12. A Internet não é considerada um meio físico. Por isso, nesse raciocínio, não é proibido usar a Internet como meio de distribuição de música, pelo menos para fonogramas produzidos/gravados/publicados antes da era Internet, o que inclui tudo antes de mais ou menos 1997. Depois disso, fonogramas começaram a ser produzidos com uma licença (os termos legais que definem o que é permitido ou não fazer com o fonograma) revisada que incluia a Internet — junto com CDs piratas, fitas caseiras, etc — como um meio ilícito de distribuir música direta e livremente.

Seja como for, baixar música da Internet leva tempo, vem sem o encarte — que conté muita arte gráfica e informações valiosas e é controverso se é ilegal ou não. Por outro lado, já foram vistos artistas e suas discografias completas disponíveis ao ponto de parecer irracional não baixar.

Você decide se vai seguir o que a mídia diz defendendo seus interesses — e não a dos artistas —, ou se vai prestigiar um músico e sentir tudo o que seu potencial criativo pode fazer com suas emoções.

Permalink desta parte Como Baixar: Método Fácil

Há diversos blogs em que amantes da música publicam albuns completos para serem facilmente baixados através de serviços como RapidShare, 4Shared, Badongo, etc. São geralmente albuns antigos, raros, que não se acha em lojas. Coisa de colecionador.

Os albuns vem geralmente comprimidos no formato RAR, que é um tipo de ZIP, e é necessário o software da Rar Labs para descompacta-los.

Segue uma lista de alguns blogs:

Na barra lateral desses blogs há sempre uma lista de links para outros blogs similares, então este método é de difícil procura, mas de fácil download. O método de BitTorrent abaixo é de procura mais fácil, mas de download mais complexo.

Permalink desta parte Como Baixar: Método Mais Eficiente, com BitTorrent

Abri espaço neste blog para um conhecido relatar como se faz. Este método usa a tecnologia Bit Torrent e estes são passos para usa-la com sucesso:

  1. Baixe e instale algum cliente Bit Torrent como o BitComet (só para Windows) ou o Azureus (Mac, Linux, Java, Windows). Estes softwares são seguros, não instalam spyware nem virus, e seu uso é totalmente legal.
  2. Use o site www.isohunt.com para procurar músicas por nome, artista, etc. Ele pode ser usado também para procurar outros tipos de arquivos. Você pode também procurar na Internet por outros sites the provem “torrents”.
  3. Procure por, por exemplo, “Mozart” ou “Bach“, etc (clique nesses links para ver um resultado de busca do exemplo).
  4. Você vai encontrar coleções completas de artistas, etc e arquivos muito muito grandes, que as vezes demoram dias para baixar. Os primeiros resultados que ele mostrar são os downloads mais ativos, e por isso mais rápidos para baixar.
  5. Selecione o ítem que você quiser, ele vai se expandir, e então clique no link chamado “Download Torrent” para começar a baixar.
  6. Isso vai disparar o programa de Bit Torrent (BitComet ou Azureus acima), que vai te perguntar onde você quer gravar o download. Escolha um diretório que você vai lembrar depois.
  7. Antes de dar OK, você pode ver a lista (enorme, se for coleção completa) de arquivos que serão trazidos, e pode selecionar para baixar só os arquivos que te interessam, ou tudo.
  8. Monitore a atividade do download e garanta que você está baixando em boa velocidade. Se estiver constantemente muito lento (pode haver períodos de maior lentidão), é melhor cancelar e procurar outro download.
  9. Mesmo baixando muito rápido, um download grande pode demorar dias para se completar.
  10. Depois de terminar o download, se você usa Linux, use o Musicman para organizar seus MP3.

Seja responsável e boa sorte !

Sabedoria

Sabedoria é uma das melhores qualidades que uma pessoa pode ter.

A gente sabe que encontrou uma pessoa sábia quando se sente iluminado numa rápida conversa com ela.

Meu pai é assim. Qualquer assuntinho, e lá vai ele esbanjando sabedoria. E digo isso sem invocar a porção filho-coruja em mim. Não é a toa que um monte de gente se pendura nele pedindo conselho, chamando de mestre, etc.

Sabedoria não é inteligência. Sei lá… inteligente é o cara que resolve uma equação diferencial, ganha no xadrez. Sábio é quem solta duas frases e muda a sua semana, seu mês, as suas opiniões sobre a vida.

É uma mistura fina de intuição aguçada, senso prático, liberdade de pensamento, pitadas de boa cultura, irreverência, visão holística, e principalmente um sereno bloqueio a idéias pré-concebidas. O sábio parece que medita sobre aquilo que fala, sem deixar sua personalidade ou experiências pessoais interferirem no mergulho — mas ainda sendo sensível —, e por isso chega a conclusões que cheiram a superóbvias, mas tem um sabor completamente refrescante.

Eu conheço alguns sábios, cada um com seu temperamento: meu pai, como já disse, o Alexandre Santos, Cezar Taurion, Nick Donofrio, e tem também a Melina Castro que está a passos largos rumo a uma sapiência zen. Alguns trabalham comigo e é um prazer ouvir suas opiniões.

Quando crescer, quero ser sábio. Menos para impressionar os outros, e mais para ser feliz, fruto de experiências de vida de sábias decisões pessoais.