Poema de Mulher

Do livro Tapa de Humor Não Dói do grupo carioca O Grelo Falante.

Que mulher nunca teve:
Um sutiã meio furado.
Um primo meio tarado.
Ou um amigo meio viado?

Que mulher nunca tomou:
Um fora de querer sumir.
Um porre de cair.
Ou um lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou:
Com a sogra morta, estendida.
Em ser muito feliz na vida.
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou:
Em dar fim numa panela.
Jogar os filhos pela janela.
Ou que a culpa era toda dela?

Que mulher nunca penou:
Para ter a perna depilada.
Para aturar uma empregada.
Ou para trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu:
Uma caixa de Bis, por ansiedade.
Uma alface, no almoço, por vaidade.
Ou, um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou:
O pé no sapato para caber.
A barriga para emagrecer.
Ou um ursinho para não enlouquecer?

Que mulher nunca jurou:
Que não estava ao telefone.
Que não pensa em silicone.
Ou que “dele” não lembra nem o nome?

78 thoughts on “Poema de Mulher

  1. “Às vezez, arranhões e machucados ao longo do caminho, são um preço pequeno à pagar!”

  2. Hey vc poderia colocar uns poemas do sec XIX sobre mulher e morte.
    por favor
    ou colocar algum site para me ajudar.
    eu agradeço…

  3. Nuuus ee meesmo quee mulheer naaum feez essas malukisees neeeh
    eeu jaa fiiz muitaas dessaas citadaas aii eem cimaa !
    bjO
    ameei !

  4. nunca…. passei por isso um Um sutiã meio furado.
    Um primo meio tarado.aiaiaiai bom essa rsrsrs

  5. Nossa pode crê! É realmente o que toda mulher ”É” *-* husahsuah’ .. :D’ .

  6. sabe gual amelhor maneira de amar alquem e ser paciente e saber que a pessoa amada de ves enguado se lenbra da gente e ja mas esperar nada de quem se ama bjs

  7. love being a woman a girly onde…safe and money good!!! that’s all modern i dont work! i was born rich and pretty! best discription of my behavior in a wonderful true awesome way.. my way…anyway…

Leave a Reply

Your email address will not be published.